Livros Recomendados

Tarzan: O Macaco Branco – de Celso Ronald. O racismo analisado em algumas produções de Hollywood.

CineZen Edições Literárias.

Está a venda no site Catarse o livro Tarzan: O Macaco Branco (CineZen Edições Literárias, 2021), do pesquisador brasileiro Celso Ronald de Oliveira Reis. A obra, de 106 páginas, analisa o racismo em três filmes do personagem criado por criado escritor estadunidense Edgar Rice Burroughs, em 1912: Tarzan of The Apes (1918), Greystoke: A Lenda de Tarzan (1984) e A Lenda de Tarzan (2016).

Celso contextualiza a época da produção de cada longa-metragem, relembra a trajetória de Burroughs e aprofunda a reflexão sobre a representatividade do negro nestes filmes, como a teoria da eugenia se encaixa nos escritos de Burroughs e como a evolução do herói, nas telonas, acompanha as transformações da sociedade, ainda que falte muito a ser feito no sentido de representatividade e lugar de fala.

  “Celso toca em temas duros e atuais: racismo, colonialismo, euro-centrismo, eugenia. Ao mesmo tempo, busca compreender, com genuíno interesse, um dos mais populares produtos culturais dos últimos cem anos: a saga literária e cinematográfica do personagem Tarzan”, escreve a Professora Doutora Laura Loguercio Cánepa no texto da contracapa do livro.  “Sustentar o tom crítico tão necessário à discussão proposta, mas também reconhecer os encantos que Tarzan sintetiza, é o desafio enfrentado com talento pelo autor deste livro, resultado de dissertação de mestrado orientada pelo pesquisador Gelson Santana Penha, um dos maiores especialistas brasileiros em cultura pop”, afirma Laura.  

Feito a partir da dissertação de mestrado intitulada MACACO BRANCO NA SELVA NEGRAA Eugenia Como Efeito Narrativo em Três Filmes de Tarzan, de Celso no Programa de Pós-Graduação em Comunicação Audiovisual, o livro traz linguagem acessível para quem é pesquisador, mas também para quem é interessado em cinema, no personagem e no debate sobre representatividade.

“O autor efetua uma revisão eficaz, desmascara qualquer rastro de inocência etnocentrista e comprova os fantasmas da superioridade europeia que cercam a narrativa, fundamentam as imagens e acompanham Tarzan, o Rei da Selva, em suas aventuras”, ressaltam os Professores Doutores Gelson Santana e Bernadette Lyra no prefácio do livro.

O crítico Paulo Telles, coautor do livro Tarzan Vai ao Cinema (ao lado de Saulo Adami) escreve o posfácio da obra literária e destaca que “o presente livro Tarzan: O Macaco Branco, é muito mais do que apontamentos acadêmicos do Professor Celso Ronald com base em sua dissertação de mestrado, mas um convite à reflexão sobre este personagem marcante que vem conquistando gerações ao longo de quase 110 anos, nutrindo a infância de muitos, sendo parte integrante da cultura pop”.

 A capa tem desenho de Deborah Farias Reis (filha de Celso) e Matheus Gabriel dos Santos Bento, com tratamento, letreiro e diagramação de Paula Azenha.

O valor do exemplar é R$ 40 (com o frete pelo correio já incluso). Há descontos progressivos para quem comprar 2 ou 3 exemplares. O envio será efetuado após 60 dias do início da campanha no Catarse.  O Site da Catarse é: https://www.catarse.me/livro_tarzan_o_macaco_branco_analisa_racismo_em_filmes_do_personagem_6898?ref=project_link&fbclid=IwAR1Q8Tje7k9jyVcqedSJCv2WdyRbyCGoNPWvgPRrpwLix-h2kiSH6DabKns

Filmes que Marcaram a Cultura Pop Volume 1 – de André Azenha – 246 páginas

CineZen Edições Literárias

Lembra de Os Aventureiros do Bairro Proibido, Comando Para Matar, O Grande Dragão Branco, Karatê Kid: A Hora da Verdade, La Bamba, Mestres do Universo, O Poderoso Chefão, Rocky, Um Lutador, Soldado Universal e Superman: O Filme? Todos arrebataram fãs, em maior ou menor quantidade. Filmes que Marcaram a Cultura Pop é uma coleção regada à nostalgia: relembra longas que impactaram de alguma forma nossa infância ou juventude. Vê-los na telinha era um verdadeiro evento. “Pela primeira vez na TV”, o lema das emissoras. Traz formato pocket, tão popular durante o século XX nos livros de bolso – baratos, fáceis de carregar, rápidos e gostosos de ler. E a paixão pelo colecionismo: a quem faz questão de ter o item físico, sentir seu cheiro, curtir seu design. As obras acima estão presentes nesta edição. Será sempre assim, 10 filmes por livro, em textos que misturam memórias, crônicas, jornalismo e crítica cinematográfica. Cada volume da coleção será lançado ano a ano.

A venda no site da Catarse: https://www.catarse.me/livro_filmes_que_marcaram_a_cultura_pop_volume_1_3d5e?ref=project_link

Tarzan Vai Ao Cinema – de Paulo Telles e Saulo Adami – 118 páginas

Editora Estrada de Papel

Tarzan foi durante muito tempo o personagem que mais instigou a imaginação de leitores e cinéfilos, muito embora seu perfil original esteja bem distante daquele exibido no cinema ou na televisão. Diferente do herói vivido nas telas por Johnny Weissmuller (1904-1984), o Tarzan criado por Edgar Rice Burroughs (1875-1950) e publicado originalmente em folhetim, a partir de 1912, é um homem sensível, inteligente e articulado, um autodidata. Até 2016, um total de 23 atores viveu o personagem em mais de 50 filmes e séries de cinema e TV. Profissionais e suas produções estão presentes no livro TARZAN VAI AO CINEMA, que Paulo Telles e Saulo Adami escreveram com os olhos voltados para o futuro deste personagem que ainda permanece vivo no imaginário popular. Por isso mesmo que Tarzan garantiu sua imortalidade, sendo o modelo perfeito da natureza indomável do ser humano. Para pedidos: e-mail paulotelles2016@bol.com.br – Whatsapp (21) 98805-6817. Ou pelo blog Filmes Antigos Club: http://articlesfilmesantigosclub.blogspot.com/

Batman: A Série Animada – Uma Revolução dos Heróis na TV – Por André Azenha

Editora Patua

Com ampla pesquisa visual, André Azenha demonstra, em suas análises, como a série animada foi capaz de reconhecer e, ao mesmo tempo, reinventar as referências originais do Homem-Morcego. Um livro obrigatório para os fãs brasileiros de Batman. André Azenha é crítico de cinema, jornalista, produtor cultural, curador e pesquisador. Mestre em Audiovisual pela Universidade Anhembi Morumbi. Editor dos sites http://www.historiasdocinema.com e www.cinezencultural.com.br e do canal Histórias do Cinema no Youtube. Autor do livro Histórias: Batman e Superman no Cinema (2016).  Ao lado da esposa, Paula, dirige o Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos. Comenta sobre filmes para jornais, rádios e TVs. Ministra cursos e palestras sobre cinema e jornalismo cultural. Organizador da PalafitaCon, CulturalMente Santista, exposições sobre clássicos e artistas brasileiros e estrangeiros da sétima arte e da cultura geek. Defensor de iniciativas de democratização de acesso à cultura, realizou mais de 200 sessões de filmes seguidas de bate-papos em áreas vulneráveis de sua cidade natal, Santos. Olivro está a venda pelo site da editora. Acesse: https://www.editorapatua.com.br/produto/236554/batman-a-serie-animada-uma-revolucao-dos-herois-na-tv-de-andre-azenha

Paladino do Oeste – de Paulo Telles & Saulo Adami – 252 páginas

Editora Estronho

Ele é um cowboy educado, asseado, inteligente e culto. A série de TV que leva seu nome, Paladino do Oeste (Have Gun – Will Travel, 1957-1963), foi estrelada por Richard Boone (1917-1981) e tinha como cenário principal um hotel de San Francisco, California, onde o pistoleiro de aluguel mantinha seu endereço regular, acompanhava a leitura dos jornais do dia e distribuía seu cartão de visitas com os dizeres: “Tenho arma, posso viajar”. A série revelou ou consagrou roteiristas, diretores, atores e atrizes que participaram de seus mais de 200 episódios produzidos em preto e branco. Formou várias gerações de fãs, a exemplo de Paulo Telles e Saulo Adami, que foram muito além da pesquisa em torno dos bastidores desta produção icônica: reconstituíram a trajetória do personagem e pesquisaram suas aventuras em versões para radionovela, livros e histórias em quadrinhos! Isso e muito mais é abordado no livro PALADINO DO OESTE. Trabalho de edição dos mais caprichados de Marcelo Amado e arte de capa nota 1.000 do ilustrador Eduardo Monteiro. Para pedidos: e-mail paulotelles2016@bol.com.br – Whatsapp (21) 98805-6817. Ou pelo blog Filmes Antigos Club: http://articlesfilmesantigosclub.blogspot.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: